Na reta final da campanha, região ainda não atingiu meta de vacinação

Imunização ocorre desde o dia 17 de abril. Teve município que não alcançou nem metade da meta

Foto: Reprodução

A campanha nacional de vacinação contra a gripe está na reta final e quem está nos grupos prioritários deve correr para se imunizar até sexta-feira. Isso porque boa parte do público alvo deixou a imunização para a última hora.

Com a vacinação acontecendo desde o dia 17 de abril, teve cidade na região que não alcançou nem metade no número de vacinados que se pretendia atingir. É o caso de São Vicente, que, até terça-feira (23), tinha vacinado apenas 47,26% da meta.

 Em Santos, até quarta-feira passada, quando foi realizado o último balanço pela Prefeitura, metade da população havia comparecido a alguma das policlínicas.

“Tivemos um ano tranquilo, ao contrário de 2016, quando o vírus influenza até causou mortes no Interior do Estado, o que gerou uma loucura pela procura à vacina”, explica a chefe do Departamento de Vigilância em Saúde de Santos, Ana Paula Valeiras.

 Mas mesmo sem óbitos causados pelo vírus neste ano, Ana Paula alerta que é importante que as pessoas tomem a vacina. “Ela reduz o número de internações e os riscos de uma doença que pode levar à morte. As complicações são, muitas vezes, mais preocupantes que a própria gripe”.
 Mais perto
 As demais cidades da região estão mais perto de atingir a meta de 90% estipulada pelo Ministério da Saúde: Bertioga já vacinou 80,9%; Guarujá, 76,37%, Praia Grande, 71,17%, Mongaguá, 69,81%; e Peruíbe, 67,2%. Itanhaém e Cubatão não informaram quantas pessoas foram imunizadas até o momento.

Quem pode

 Além das pessoas com mais de 60 anos, doentes crônicos, professores, profissionais da Saúde, crianças entre seis meses e cinco anos, gestantes, mulheres que tenham dado a luz até 45 dias, presos, funcionários de presídios, adolescentes da Fundação Casa e índios também podem ser imunizados gratuitamente.

Duas semanas atrás, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) incluiu, no Estado, policiais, bombeiros, profissionais da Defesa Civil, Correios, Poupatempo, Ministério Público, Procuradoria-Geral e Defensoria Pública nos grupos da vacinação.

vacinação
fonte da imagem: atribuna.com.br

 

Fonte: A Tribuna

Comentários

Comentário

Compartilhar
Artigo anteriorA poderosa (e deliciosa) pitaya entra nos menus
redação
O Portal Santos na web é o maior canal de comunicação, turismo e vendas de Santos, aqui você encontra dicas, variedades, artigos, lugares e serviços.